Leishmaniose canina

 

A Leishmaniose é uma doença provocada por um parasita microscópico (Leishmania infantum), que é transmitida aos cães através da picada de pequenos mosquitos (flebótomos).
A Leishmaniose pode desenvolver-se de duas formas:
·Leishmaniose cutânea: caracteriza-se por feridas cutâneas persistentes;
·Leishmaniose visceral: desenvolve-se em órgãos internos como fígado, baço e medula óssea.

Os sintomas são muito variados e comuns a muitas outras doenças, sendo os mais frequentes o emagrecimento, a queda de pêlo, feridas persistentes na pele que não cicatrizam, lesões oculares, fraqueza geral e apatia, febres irregulares, crescimento exagerado das unhas, aumento do fígado e baço. No entanto, é importante referir que a Leishmaniose pode ser assintomática, ou seja, cães infectados podem não apresentar sinais de doença.
Em Portugal, considera-se que quase todo o território continental é endémico de Leishmaniose canina, tendo-se assistido a um aumento dramático da prevalência desta doença nos cães nos últimos anos. Estudos efectuados em Portugal, revelaram que as regiões mais afectadas são a região metropolitana de Lisboa e Setúbal, a região de Trás-os-Montes Alto Douro, a Beira Interior, grande parte do Alto e Baixo Alentejo e o Algarve.
O facto de um cão viver numa região onde o risco de infecção é mais reduzido, não implica que esteja mais seguro, pois basta que, durante as férias ou um fim-de-semana, se desloque para as regiões mais afetadas, que constituem grande parte do território Continental, para ficar exposto a um risco de maior infecção.
Tendo em conta que esta é uma zoonose, e por isso, pode ser transmitida aos humanos, a sua prevenção é muito importante na proteção da saúde pública.

Atualmente, surgiu uma vacina que poderá ser administrada a partir dos seis meses de idade. O ciclo de vacinação completo consiste em três injeções, com intervalos de três semanas, e proporciona uma defesa interna prolongada contra os sintomas da infeção, segundo informação do laboratório que a comercializa. A protecção implica ainda uma dose de reforço anual da vacina para manter a imunidade.


O Centro Veterinário de Aveiro já tem ao seu dispor esta nova ferramenta preventiva contra a Leishmaniose. Para mais informações, não hesite em contactar-nos.

A EQUIPA
ONDE ESTAMOS
Pcta da Rua da República, 7A
Alagoas,Esgueira
3810-495

centrovetaveiro@gmail.com
FB:centroveterinario.deaveiro
Instagram: Cva Aveiro (@centro_veterinario_de_aveiro)
Tel: 234 314 080
Urgências: 969 571 573
  • download (1)
  • Facebook Social Icon
  • tbird
  • Google+ Social Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now